chessknight
Limit Hold'em:
1. Limite em longhand
2. Limite em shorthand
3. Shorthand avançado

No-Limit Hold'em:
1. Introdução ao NL
2. NL avançado
3. Quem paga
4. Tamanho das pilhas

Torneios:
1. Visão geral de torneios
2. NL de uma só mesa
3. STTs NL avançado
4. NL de várias mesas
5. Variantes de torneio

Outras línguas:



torneios NL de várias mesas
ESTRATéGIA DO PôQUER

A popularidade dos torneios de No-Limit Hold'em está em alta. Impulsionado pelo WSOP (World Series of Poker) e pelo World Poker Tour, muitas pessoas ficam intrigadas com essas competições e entram com a chance de conseguir "uma boa pontuação". Na verdade, a maioria dos No-Limit Hold'em é jogado em torneios hoje em dia (o que irrita pessoas como eu, cujo jogo favorito de pôquer é um ring game de No-Limit Hold'em).

Os torneios de No-Limit Hold'em têm variações muito loucas, mais do que os ring games sem limite. Isso acontece porque todo o dinheiro fica acumulado no pré-flop em odds quase aleatórios no final do torneio. Por exemplo, em um torneio no-limit, AK contra um par oculto formam um embate muito, mas muito comum.

Não estou dizendo que você não deva jogar torneios no-limit, mas, por favor, não ache que esses torneios são só habilidade e nenhuma sorte. A famosa frase de Rounders, "Os mesmos cinco caras chegam sempre na mesa final todos os anos no WSOP", é o contrário da verdade. Você deve se sentir com sorte para vencer um torneio no-limit, pois deve vencer mais do que sua cota justa de batalhas aleatórias.

Estágios iniciais

Fala-se muito sobre os torneios no-limit. Em termos de estratégia, os torneios no-limit são muito diferentes dos ring games sem limite. Você simplesmente não pode blefar muito, porque a pilha das pessoas tende a ser menor em relação ao tamanho do pote. Além disso, como a quantidade de fichas que você ganha em um blefe vale menos do que a quantidade que você vem a perder, o blefe perde muito "valor".

Bom, muitos pode estar confusos. Digamos que você blefe 1000 fichas em um pote de 1000 e calcule suas chances de receber em 50-60%. Muitos pensariam que vale a pena correr esse risco. No entanto, essas 1000 fichas que você ganha valem menos do que as 1000 fichas que você pode perder. Se você tiver uma pilha de 2000, ser vencido em 1000 tem um valor muito mais negativo do que o valor positivo de chegar até 3000. As 1000 fichas não representam dinheiro. O único valor monetário no torneio é perder todas as fichas ou ganhar todas (e perder todas é mais importante, porque você ganha um prêmio se perdê-las nos estágios finais do torneio). Perder essas 1000 fichas é metade do caminho para que acabem com você, mas ganhar 1000 não prepara o caminho para a vitória.

Isso não significa que você não possa simplesmente sair atrás do dinheiro. Os Blinds vão comer seu fígado. Você têm de ganhar potes, para não ser vencido na maior parte do tempo. No final do torneio, você pode pensar em ganhar potes para ganhar o torneio todo. No entanto, na maior parte do tempo você simplesmente deve ganhar os potes, assim você não perde.

Com isso, nos estágios iniciais do torneio, você deve evitar fazer muitas apostas. Em geral, a quantia que você ganha não vale a pena a aposta. Se conseguir ver o flop com um conector adequado ou alguém jogar all-in antes do flop e você tiver [[cards As Ah]], vá em frente, com certeza. Mas eu não sugeriria blefar em um jogo all-in. Nos estágios iniciais, você quer ganhar um grande pote aqui e ali, pois está com tudo. Concentre-se em um jogador ruim e faça-o pagar.

Estágios intermediários

No meio do torneio, você precisa mudar de marcha. À medida que os blinds vão aumentando, roubá-los pode ajudá-lo a se manter vivo. Aqui, o conceito de "intervalo" torna-se mais importante. É necessária uma mão muito mais fraca do que o normal para aumentar e roubar o blind, mas uma mão mais forte do que o normal para igualar um aumento. As rodadas intermediárias introduzem o conceito de "modo de sobrevivência".

Novamente, na maior parte do tempo, você está procurando apenas sobreviver e aumentar a pilha aos pouquinhos nas rodadas intermediárias. Você quer evitar o confronto sem aquela loucura toda e apenas levar alguns potes sem polêmicas.

No entanto, se tiver uma pilha grande de fichas (ou apenas uma pilha média), você pode querer aproveitar esse modo de sobrevivência. Assuma o controle do jogo, cobrindo apostas e, em geral, fazendo as pessoas tomarem decisões sobre todas as fichas que têm. Afinal de contas, se elas jogarem all-in, estão arriscando tudo, mas você não, porque pode perder o pote e ainda continuar na luta. Mas não faça muito isso. Roube alguns potes, mas não seja tão óbvio que as pessoas vão chamá-lo em all-in com um par ótimo ou mesmo secundário. Além disso, não faça isso contra jogadores muito ruins. Eles igualam qualquer coisa.

Estágios finais

É mais no final do torneio que as decisões aleatórias se tornam muito importantes. Com freqüência, os blinds são tão altos que faz sentido o jogador com uma pilha baixa ou moderada jogar all-in antes do flop. Em geral, ao jogar all-in, você quer ter ás e um bom kicker ou par oculto. Se tiver ás e um bom kicker, você está em vantagem em relação às mãos sem par e pode até conseguir dominar alguém. Se tiver um par oculto, tem uma vantagem pequena em relação a todas as mãos sem par e uma grande vantagem ou desvantagem em relação a outros pares ocultos (dependendo de quem tem o maior).

Em geral, se tiver uma dessas mãos marginais, é melhor apenas empurrar todas as fichas antes do flop. Se tiver uma pilha pequena, você não pode se dar ao luxo de perder mais no blind. Depois do flop, há chances de que a coisa não fique boa. Empurrando todas as fichas antes do flop, você tem mais chance de roubar os blinds e pode evitar que o tirem com um blefe.

Próximo artigo: Variantes de torneio

 


PokerTips Newsletter Sign-Up